quinta-feira, 20 de abril de 2017

O NEGÓCIO

João Côrtes e Dalton Vigh estarão em lados opostos na última temporada de "O Negócio", que a HBO exibe no segundo semestre. Vigh faz um promotor de justiça que tenta atrapalhar a vida de uma das protagonistas, Karen (Rafaela Mandelli). Côrtes, por sua vez, trabalha no clube de prostituição de Karen e tenta ajudá-la a se livrar das acusações.

Fonte: Bem Paraná

Novo filme


Dalton Vigh estará em Nada a Perder, filme cinebiográfico sobre a vida de Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus e dono da Record TV. As gravações terão início em maio e Dalton fará um Juiz, o antagonista de Edir, que será interpretado por Petrônio Gontijo. 

sábado, 15 de abril de 2017

Dalton Vigh: 'Não tenho um gênero favorito, gosto de poder alternar'.

Formado em publicidade, o ator Dalton Vigh começou sua carreira no teatro em meados dos anos 1990. Entre dramas e comédias, participou de diversos espetáculos e agora está de volta aos palcos em ‘Uma Peça Por Outra’, que está em cartaz no Teatro Aliança Francesa, em São Paulo. 

Dalton e Camila em cena


O elenco



Conhecido também por seus trabalhos na televisão, ele divide a cena com a esposa Camila Czerkes na nova montagem. A peça fala sobre a relação entre o mundo atual e a comunicação virtual e a angústia das pessoas com essa nova realidade.
Nesta entrevista, ele fala sobre os desafios dessa montagem e como se descobriu ator.

1 - O mote deste espetáculo é a comunicação. Mesmo sendo um texto escrito em meados de 1960, ele ainda traz uma reflexão muito atual. Pra você, qual a importância de falar sobre este tema?
Dalton Vigh:
Acho que, hoje em dia, a comunicação está mais comprometida do que nunca. Nesses tempos de internet, é assustador ver como as pessoas não sabem nem escrever, nem ler... é só dar uma olhada nos comentários de notícias, de vídeos e das redes sociais. As pessoas estão mais preocupadas em emitir uma opinião mesmo sem ter pleno, ou mesmo qualquer, conhecimento do assunto em questão. A impressão que tenho é que todos querem falar, mas ninguém quer ouvir. Aí, não existe comunicação, só ruído.

2 - Qual é o maior desafio deste espetáculo?
D.V.:
Além das trocas rápidas de figurino, fazemos vários personagens com características distintas, então é uma verdadeira prova de atuação.

3 - Na sua carreira, você já fez quase todos os tipos personagens. Algum te agrada mais?
D.V.:
Vilões são mais interessantes e mais divertidos, e heróis são mais difíceis e complexos de se interpretar. Mas não tenho um favorito, gosto de poder alternar entre um e outro.

4 -Você é formado em publicidade e decidiu não seguir carreira. Quando se descobriu ator?
D.V.:
Foi na escola de teatro (Célia Helena) que fui ter a certeza que era isso que gostaria de fazer para o resto da vida. Até então, trabalhar como ator era apenas um sonho, ou um devaneio, algo tão distante da realidade que nem tinha coragem de confessar até para os amigos mais íntimos. Eu mesmo era o primeiro a censurar qualquer ideia de carreira como ator, já que não conseguia enxergar nenhuma perspectiva como profissão. O motivo de ter me matriculado na escola foi exatamente para tirar essa ideia da cabeça. Só que lá, tudo mudou... 

Fonte: Globo Teatro

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Dalton e Camila gravam participação no The Noite!

Dalton Vigh, Camila Czerkes e o diretor Brian Penido, em cartaz com Uma Peça Por Outra, gravaram uma participação no The Noite, de Danilo Gentili, que irá ao ar em breve no SBT!!!

Foto: divulgação/instagram
 

domingo, 2 de abril de 2017

Dalton Vigh fala sobre 'Uma Peça Por Outra'




Dalton Vigh estrela peça com a mulher: "No teatro, somos colegas"

Ao lado de Camila Czerkes, ator participa do espetáculo 'Uma peça por outra', em cartaz em São Paulo.

Dalton Vigh e a mulher, a atriz Camila Czerkes (Foto: Divulgação) 

 

 



Dalton Vigh, 52 anos, e a mulher, a atriz Camila Czerkes, voltaram a trabalhar juntos e contracenam no espetáculo Uma peça por outra, do dramaturgo francês Jean Tardieu, com direção de Brian Penido Ross e Guilherme Sant'Anna.
Com mais de 20 anos de carreira, o ator afirma saber separar o trabalho da vida pessoal. "Acho que, como nos conhecemos ensaiando uma peça, fica mais fácil separar as coisas. Enquanto estamos no teatro, somos colegas e em casa somos um casal", disse.
Pai dos gêmeos Arthur e David, de 8 meses, ele diz que é difícil desapegar das crianças. "Toda vez que saímos de casa dá uma pena de deixá-los, mas sabemos que estão em boas mãos e sendo muito bem cuidados pela babá e pelos avós nesse período."

 
QUEM: Vocês se conheceram no teatro. O namoro começou nesta época?
DALTON VIGH:
Foi em 2009, quando fizemos uma peça juntos, e começamos o namoro algumas semanas após a estreia.

QUEM: Como é trabalhar com a Camila? Levam numa boa o processo ou é preciso se policiar para evitar possíveis rusgas?
D.V.:
Acho que, como nos conhecemos ensaiando uma peça, fica mais fácil separar as coisas. Enquanto estamos no teatro, somos colegas e em casa somos um casal.

QUEM: Você faz vários personagens em cena. Como é compor cada um?
D.V.:
Já tinha tido a experiência de fazer vários personagens em duas oportunidades: na minha primeira peça como ator profissional, Ressuscita-me, em 1994. Depois, em Camila Baker, peça que fiz em 1999. É um processo trabalhoso, mas muito gratificante e muito divertido. Acontece que, às vezes, ao pensar em alguma característica para um determinado personagem, você acaba descobrindo outra para um personagem diferente

QUEM: Durante o processo de ensaios e apresentações, como ficam os gêmeos? É difícil desapegar?
D.V.:
É muito difícil, sim. Toda vez que saímos de casa dá uma pena de deixá-los, mas sabemos que estão em boas mãos e sendo muito bem cuidados pela babá e pelos avós nesse período

QUEM: Neste ano você volta à TV na nova temporada de O Negócio, da HBO. A série já teve outras temporadas e você entrará nesta final. O que pode falar sobre este trabalho?
D.V.:
Estou adorando fazer esse personagem porque é uma série ser muito bem escrita e o Sherman é um vilão clássico, daqueles que amamos odiar. Além disso, o diretor Michel Tikhomiroff tem um olhar preciso e objetivo e sabe dirigir atores muito bem.

QUEM: O cinema também terá um espaço na sua agenda em 2017. Como está o andamento dos projetos?
D.V.:
Tenho um projeto para este semestre e outro para o segundo semestre. Por enquanto, é só isso que posso dizer. Em breve, poderei contar mais detalhes. Ainda este ano, entra em cartaz no segundo semestre o longa-metragem A Comédia Divina


UMA PEÇA POR OUTRA
Temporada: 31 de março a 28 de maio
Onde: Teatro Aliança Francesa - Rua General Jardim 182 – Vila Buarque.
Horários: 20h30 (quintas, sextas e sábados) e 19h (domingos)
Ingressos: R$ 10 e R$ 20 (quintas e sextas) R$ 25 e R$ 50 (sábados e domingos).


Fonte: Quem