quarta-feira, 2 de maio de 2018

Dalton Vigh empolgado com a estreia de As Aventuras de Poliana

Ele faz o vilão da trama do SBT, atua em série e aguarda estreia de filme


Foto: Michael Willian


De volta ao SBT após 20 anos – ele fez Pérola Negra, em 1998 –, Dalton Vigh está entusiasmado com a estreia de As Aventuras de Poliana, de Íris Abravanel, com previsão de estar no ar até o fim deste mês.
Na trama infantil, uma adaptação do clássico Pollyana, ele dará vida ao vilão Otto Pendleton. Namorado da jovem Luiza (Milena Toscano), tia da heroína Poliana (Sophia Valverde), e protagonista adulta da história, o empresário rico disputará o coração da moça com Afonso (Victor Pecoraro).
“Meu personagem é um dos vilões da história, mas com chances de mudar. É um homem muito poderoso que é um pouco desencantado com a humanidade por ter perdido a filha e a mulher o ter abandonado”, explica.
Pai dos gêmeos David e Arthur, de 1 ano e 9 meses, do casamento com Camila Czerkes, o ator se empolga ao projetar que seus filhos poderão vê-lo mais à frente atuando nesse projeto.
“Está sendo ótimo trabalhar para uma produção voltada para o público infantil, pois sei que meus filhos poderão assistir daqui algum tempo, já que a maioria dos trabalhos que fiz eles só poderão assistir quando tiverem uma certa idade”, ressalta.

Foto: Michael Willian

SÉRIE O NEGÓCIO
Dalton também está no ar na quarta temporada da série O Negócio, da HBO, como o promotor ambicioso Rodolfo Sherman, que se envolve em conflitos com as protagonistas.
“O Rodolfo é um promotor ambicioso e super conservador que vai tentar de tudo para atrapalhar os planos das meninas. Será uma grande pedra no sapato delas. Na verdade, é um hipócrita, existe uma enorme incoerência entre o que fala e o que faz de fato na sua vida. Enfim, é uma personagem com uma curva cênica bem bacana”, conta o ator.
FILME E SÉRIE A DIVISÃO
O ator também aguarda o lançamento para o segundo semestre do filme e da série A Divisão, com direção de Vicente Amorim, e baseado em fatos reais. Neles, interpreta um deputado que tem a filha sequestrada. E foi esse o caso que inspirou a criação da DAS - Divisão Antissequestro da polícia do Rio.
“O personagem Venâncio Couto é figura carimbada nas colunas sociais, bom vivant, simpático mas corrupto. Sempre esteve perto dos interesses das máfias que se alimentam do serviço público. É uma das apostas pra suceder o atual governador”, explica Dalton.
O filme será lançado primeiro, ainda este ano. Depois, a série terá exibição no Multishow.
ROTEIROS
Pai de gêmeos, com vários trabalhos, o ator ainda encontra tempo para escrever. Dalton está preparando três roteiros. E um deles, ele ainda pretende dirigir.

Fonte: ArteBlitz

sexta-feira, 13 de abril de 2018

"Ainda tenho muita lenha para queimar", diz Dalton Vigh

Vivendo promotor conservador em 'O Negócio', da HBO, ator vê com bons olhos o protagonismo feminino e revela sonho da carreira: fazer Shakespeare

Dalton Vigh (Foto: Guilherme Sacon/Divulgação HBO)

Dalton Vigh poderá ser visto nos próximos domingos na última temporada de O Negócio, série brasileira da HBO. O ator viverá Rodolfo Sherman, um promotor ambicioso que tenta ganhar visibilidade e respeito da opinião pública com o caso de Karin (Rafaela Mandelli), líder de um grande clube de prostituição na trama.

"Ele é super conservador e vai tentar de tudo para atrapalhar os planos das meninas. Será uma grande pedra no sapato delas", adiantou Dalton em entrevista à GQ. "Rodolfo levanta a bandeira do moralismo, mas é, na verdade, um hipócrita. Existe uma enorme incoerência entre o que fala e o que faz de fato na sua vida", complementa.

Os dilemas morais sobre prostituição, aliás, sempre estiveram presentes na trama, o que atraiu Dalton Vigh para o projeto. "A série derruba estereótipos sobre garotas de programas, mostrando que elas não se resumem à forma como ganham a vida.  Acho sempre interessante trabalhar em projetos que envolvam preconceitos, pois abre o debate e desmistificaa situações", diz o ator.

Deixando o protagonismo para o quarteto formado por Mandelli, Juliana Schalch, Michelle Batista e Alice Jones, Dalton não vê nenhum perigo para os homens em um momento no qual a televisão e o cinema parecem se esforçar para dar mais espaço para as minorias. Para ele, o momento é de inclusão.

"Gosto quando vejo algo que foge do 'mais do mesmo'. Representatividade é importante! Temos um mercado de novas plataformas se abrindo mais e isso não faz com que todo o resto perca espaço. Pelo contrário, só acrescenta ao nosso meio", disse. "É bom pros profissionais e para a renovação e criatividade do mercado." finalizou.

Com uma carreira que inclui desde grandes sucessos na TV aberta, como a novela O Clone (2001), peças de sucesso no teatro e filmes com diretores como Hector Babenco (Meu Amigo Hindu, de 2015) no cinema, Dalton vê com bons olhos o crescimento da TV fechada no Brasil e a sua própria trajetória, de modo geral.

"Mas ainda acho que tenho muita lenha para queimar", avisa, deixando claro que ainda tem sonhos como ator e vê uma longa e próspera estrada pela frente. Ele citou o maior deles. "Ainda não fiz, por exemplo, Shakespeare. Acho que isso está fazendo falta brutal no meu currículo", revelou.


Fonte: GQ

segunda-feira, 9 de abril de 2018

Dalton Vigh fala de seus projetos e da volta ao SBT

Pai de gêmeos, ator está na série ‘O Negócio’, no filme ‘Nada a Perder’ e ainda este ano na novela ‘Poliana'

Já na casa dos 50 e pouquinhos, Dalton Vigh tem uma agenda invejável, com participações em filme, série de TV e novela. Mas não é só isso, não. No momento, também divide com sua mulher Camila Czerkes a tarefa de cuidar dos gêmeos Arthur e David. “É trabalhoso, estão perto dos dois anos, dá bastante trabalho, mas é muito legal”, conta o ator sobre os pequenos.
Dalton Vigh fala de seus projetos e da volta ao SBTctv-sdd-daltonvigh
O ator Dalton Vigh: dividido entre o cinema e a TV Foto: Michael William
Entre seus projetos profissionais, atualmente ele integra o elenco de O Negócio, série da HBO, um dos maiores sucessos do canal e que estreou simultaneamente em mais de 50 países. Estrelada pelas atrizes Michelle Batista, Juliana Schalch, Rafaela Mandelli e Aline Jones, mostra como um grupo de garotas de programa conquistou o sucesso ao utilizar técnicas de marketing para gerenciar o empreendimento. “Era uma série que eu já acompanhava e sabia o que acontecia na história”, diz Dalton, que entrou para a trama na pele do ambicioso promotor Rodolfo Sherman. “Meu personagem quer atrapalhar os planos das meninas de construir um hotel de luxo”, conta o ator que também poderá ser viso em outra produção para a telinha.
Dalton estará no filme, que será exibido como série, A Divisão, baseado em fatos reais, com direção de Vicente de Amorim e produção do AfroReggae Audiovisual. “Longa será lançado primeiro nos cinemas e depois chegará ao Multishow em capítulos, inclusive já fizemos uma segunda temporada”, afirma o ator, que neste trabalho vive um deputado estadual que tem a filha sequestrada, caso que resultou na criação da divisão antissequestros do Rio de Janeiro. “A história se passa na década dos anos 1990, quando o Rio viveu uma onda grande de sequestros, e daí como surgiu essa delegacia e como era o método usado pelos policiais para acabar com esse crime.”
Pulando da TV para o cinema, Dalton Vigh está nas telas com o filme Nada a Perder, uma cinebiografia do bispo Edir Macedo e que, antes mesmo de estrear, já havia batido recorde de bilheteria. “Ocorreu uma coisa engraçada, pois a gente acabou fazendo ao mesmo tempo o Nada a Perder e A Divisão, filmamos tudo junto, mas foi bem interessante”, afirma Dalton, que conta ainda pois o processo de filmagem exige muita concentração, foram trabalhos que exigiram muita concentração, você trabalhava em épocas diferentes, um dia estava filmando nos anos 1980 no outro, nos 1990”, explica. 
Em Nada a Perder, ele vive o personagem que é pressionado a tentar impedir a ascensão de Edir Macedo. “O juiz Ramos, que interpreto, é mais pressionada a tomar uma atitude com relação ao Edir, a encontrar fatos contra ele”, que neste trabalho como nos outros citados, ator interpreta personagens com poder, ou busca dele.
Retornando ao mundo televisivo, Dalton Vigh será visto na nova novela do SBT, As Aventuras de Poliana, de Íris Abravanel, e que tem estreia prevista para maio, entrando no lugar de Carinha de Anjo, às 20h30. Essa é a volta do ator à emissora após 20 anos. “A trama é uma adaptação do livro Poliana e eu serei o vilão da história, mas que no decorrer acaba sendo transformando pelo otimismo da menina”, conta Dalton. “Ele é um gênio da tecnologia, mas é um cara amargurado, por suas perdas, mas acredita que o ser humano tem de viver sem sofrimento e quer transformar as relação para que ninguém sofra mais, é seu sonho”, diz o ator, revelando que seu contrato é por obra. “Foi muito gostoso voltar para o SBT, é um lugar que tinha deixado saudade, está sendo muito bom.”
Não contente com todos esses projetos, Dalton Vigh tem se arriscado a escrever roteiro. “Estou tentando desenvolver algumas histórias, roteiros, mas é tão sem compromisso, não tenho nada para mostrar para ninguém, mas estou fazendo sim, com calma, escrevo, reescrevo”, conta.


Fonte: Estadão

quarta-feira, 28 de março de 2018

Pré-estreia de Nada A Perder

Dalton Vigh foi conferir a pré-estreia de Nada A Perder, em SP, acompanhado da esposa, Camila Czerkes. Na cinebiografia do Bispo Edir Macedo, Dalton interpreta o Juiz Ramos, rival de Edir, vivido na telona por Petrônio Gontijo. Camila também está no elenco.


O diretor, Alexandre Avancini e parte do elenco.












Nada a Perder estreia nos cinemas nesta quinta-feira, dia 29!





segunda-feira, 19 de março de 2018

G1 POP & ARTE


Dalton Vigh diz que quer ser roteirista e fazer trabalhos mais leves agora que é pai de gêmeos

Ao G1, ator de 53 anos fala da série 'O Negócio', que estreia neste domingo, 18 de Março, e de dois filmes que ele vai estrelar neste ano.

 



Dalton Vigh deve estrear em breve em uma nova função. Mas por trás das câmeras. O ator, que estrelou dezenas de novelas (com a mais recente “Liberdade, Liberdade”), está escrevendo três roteiros para o cinema. “Mas não sei se vou atuar ou dirigir”, explica ao G1.

“Tenho um roteiro sobre um funcionário que se aposenta e vira figurante de novelas, outro sobre uma história sobrenatural e o último sobre um temporal que destruiu cidades e estradas no litoral de São Paulo em 1967”, enumera o ator e agora roteirista de 53 anos.

A primeira história tinha tudo para ser um retrato da vida real, mas Dalton garante que não se inspirou em uma história verídica.

“Fui pegando elementos de lugares que conheço para situar a história. Na verdade, até conheci uma pessoa mais ou menos parecida com o personagem. Ele trabalhava com a minha mãe quando era funcionária pública, só que ele nunca virou figurante na vida”, explica.

Mas ele segue atuando, claro


Dalton têm outros lançamentos para 2018, em que ele é:

  • Um ambicioso promotor, que entra em conflito com as protagonista de “O Negócio”, série que estreia sua última temporada no domingo (18)
  • Um juiz no filme “Nada a Perder – Contra tudo. Por todos”, que será lançado em 29 de março
  • Um deputado no filme - que vai virar série - "A Divisão", baseado em história real

Nos três trabalhos, Dalton interpreta personagens poderosos:

“Foi uma coincidência. Gosto de desafios e perfis variados. Por outro lado, também existe isso de fazer um papel ‘X’ que faz sucesso e pensarem em você na hora de escalação de outros com características parecidas”.

“Eu escolho personagens quando me deparo com um roteiro muito bem escrito, quando acredito no projeto como um todo e acho que é um papel interessante pra mim, claro”. 



Ambição

Na série “O Negócio”, Dalton é Rodolfo Sherman. “Ele é um promotor cheio de ambição que quer usar o caso da Karin [um das quatro garotas de programa de luxo que protagonizam a série] como bandeira para fazer a imagem do moralista e ganhar projeção para seja lá quais forem os planos dele”, explica o ator.
“Eu não sou a pessoa que coloca seus princípios em segundo plano, ou que ‘atropelaria’ etapas. Me considero dedicado, focado, penso sempre em planejamento. E depois que tive filhos, mais do que nunca, penso nas coisas lá na frente e coloco tudo na balança”. 


 A chegada dos gêmeos David e Arthur em julho de 2016 mudou mesmo a vida dele. “Eu me tornei mais paciente. Profissionalmente, tenho vontade de fazer personagens e trabalhos mais leves. Para que daqui algum tempo, eles possam assistir alguma coisa minha. Sei que algumas coisas eles não vão poder assistir por enquanto”. 



Violência no Rio

Já em “A Divisão”, Dalton vai interpretar um deputado que tem a filha sequestrada e que inspirou a divisão antissequestros no Rio. Em tempos de violência na cidade, Dalton fala sobre a importância de se retratar esse tópico em obras audiovisuais.
“Algumas obras, parte até baseadas em fatos reais, acabam mostrando com detalhes como foi dado, por exemplo, um golpe e artimanhas usadas por criminosos que podem servir como um alerta. Assim como tem filmes que acabam denunciando ou relembrando esquemas de corrupção, que envolvem violência, entre outras coisas”.
“Às vezes, mesmo que um filme só relate algo que já aconteceu e que seja do conhecimento de todos, traz à superfície assuntos espinhosos que precisam ser mais debatidos".
Carioca, mas morando em São Paulo, ele fala sobre a situação no Rio. “É um momento bastante complicado. Nos vemos num ciclo vicioso onde os governantes não se preocupam em ir na raiz da questão, mas sim em tapar o sol com a peneira".
"Para que as coisas melhorem de fato e a longo prazo, temos que pesquisar a fundo sobre cada candidato antes de votar, fazer escolhas conscientes, prezar por pessoas que tenham bons projetos, que não falem que vão investir em saúde e educação da boca pra fora. Porque isso é necessidade básica. Dar oportunidade é o começo de tudo”. 


Fonte: G1

sexta-feira, 16 de março de 2018

Dalton na coluna de Leo Dias

Dalton Vigh está em 'O Negócio'

Ator entra na última temporada interpretando um promotor



Dalton Vigh em 'O Negócio'
Dalton Vigh em 'O Negócio' -
Dalton Vigh está na série 'O Negócio', da HBO, que estreia no próximo domingo, dia 18. Ele entra nessa quarta e última temporada como o promotor ambicioso Rodolfo Sherman que entrará em conflito com as protagonistas, tentando atrapalhar os planos delas, será o antagonista da temporada. A série é considerada o maior sucesso da HBO Latin America, e em comemoração a isso foi decidido que o lançamento será simultâneo em mais de 50 países na América Latina, Europa e Estados Unidos! Ainda neste mês, dia 29, ele entra em cartaz nos cinemas no filme 'Nada a Perder', como um juiz, um vilão da trama.